Páginas

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Baiano se livra de cana após erro judicial.



Um taxista baiano preso com nada menos que 31 quilos de maconha em Camaçari, na região metropolitana de Salvador, foi solto depois de que o laudo pericial levado em consideração na decisão judicial apontou que ele tinha sido pego com 31 gramas.
Segundo a Associação de Magistrados da Bahia, em comunicado reproduzido pelo portal G1, o texto do laudo errou na grafia da unidade de medida (seria “kg” em vez de “g”). 
Desta forma, o juiz da 1ª Vara Criminal de Camaçari liberou o supeito pois entendeu que ele não portava uma quantidade significativa da substância ilegal.
Interceptado quando deixava o município com o seu automóvel, o taxista foi preso por agentes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), informou a Polícia Civil. Ainda de acordo com os policiais, a droga estava no porta-malas do Ford Focus prata, embalada em fitas adesivas e dentro de sacolas.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário