Páginas

sábado, 7 de junho de 2014

Ser prostituta ou professora ? Veja qual foi escolhida pelos nossos governantes.

Bolsa quenga é aprovada.

Ser prostituta ou professora - o Senado escolheu a primeira.
Senado aprova pagamento de bolsa mensal de R$ 2.000,00 para garotas de programa. Uma proposta polêmica, de autoria da *senadora Maria Rita, do Partido dos Trabalhadores*, foi aprovada na tarde de ontem por maioria
de votos. Trata-se do pagamento de uma bolsa mensal no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) para garotas de programa em todo país. "O objetivo da bolsa é dar a essas mulheres a possibilidade de terem uma vida mais digna, pois o dinheiro deve ser utilizado com prevenção de doenças", explicou
a senadora. Segundo ela, o projeto tem interesse público, pois também tem o objetivo de "disponibilizar pra clientela um serviço de melhor qualidade,
já que as meninas poderão se cuidar melhor, pagar tratamentos estéticos, academias etc." O projeto de lei vai ser submetido à sanção da presidente Dilma e deve entrar em vigor até o início da copa de 2014. É isto aí pessoal. Enquanto um *professor da rede pública recebe cerca R$898,00 para formar cidadãos dignos *uma prostituta* ganha R$ 2.000,00 para se prostituir com qualidade. Espalhem porque não podemos aceitar isso para o nosso país!!!
É o Brasil!!!

Um comentário: